13 de dez de 2013

Nova Musa


FOI QUANDO SURGIU VOCÊ

Mesmo que esteja um dia cinzento,
 e que ainda um corvo agourento
 me venha assanhar o medo,
penso que existe você ,
esta nova musa que me apresenta,
olho para o campo,
já bem o pastor apascenta,
olho para dentro de mim,
vejo o que meu coração inventa.


Antes era meu pensamento,
que se punha a meditar,
hoje é meu coração,
 que você faz inventar.

E se inventa tantas rimas,
Uma vontade maior já
parte de meu amanhecer faz.


E aquele céu tenebroso,
se avizinha já colorido,
e mesmo sem o sol esperado,
é ter encontrado você
que o meu dia passa a ter sentido.


E a toda hora dessa minha nova era,
 durante todo o dia
meu coração vai me lembrar

que às 9 você me espera.

A de Antônio

Nenhum comentário:

Postar um comentário