26 de nov de 2015

Que fotos...

Ao ver suas Fotos
Não sei esconder
O que uma foto
Em mim pode fazer
Ainda mais quando ela solta
Tudo que estava a sua volta
E que você não pode dizer

Quando a gente
Vê o retrato
Às vezes não é a dona
que  a gente sente
não é o mesmo trato
Às vezes é apenas uma imagem
Apenas miragem
Do que a gente
Imagina ser

É que quando você se posta
Pro click
E não me vê
Sei que não pensa em mim
Pra se expressar assim
Duvido que saiba o que vai
E também o que sai
Do meu hummmm
Que se esvai
Quando te vejo
Sentindo esses meus  ai...ai...

É que brota em mim um desejo
E me desperta vontade de um beijo
É que qualquer coisa em mim se agita
qualquer coisa dentro de mim grita
Mas me guardo de precaução
De me esconder nesse segredo
Que eu por trás de um medo
não posso chamar atenção
ainda mais quando você
se curva sobre a cadeira
Ah qualquer coisa de angelical
Me ensaiando qualquer besteira
E assim me sirvo da ilusão
Dessa bendita tentação
Que me deixa com certeza
Apenas esse alarde
que depois de tudo isso
Me fica toda uma saudade,,,

A de Antônio

Nenhum comentário:

Postar um comentário